Em Circulação > Pão Rico de Vera Mantero, 2017

Pão Rico

de Vera Mantero, 2017

A serra agora está deserta. O pessoal amontoou-se todo no litoral.
Serra vazia, litoral inchado.
Num ápice (30 anos? 40 anos?), Quarteira: de aldeia de pescadores pobres a “referenciado centro de turismo”.
Os pescadores venderam a areia e assim nasceram as vivendas e depois os pequenos arranha-céus. Dinheiro e areia, areia e dinheiro.
Em Quarteira os prédios são todos muito mais altos do que os prédios do bairro onde moro em Lisboa.
Para chegar a Quarteira passo pelo campo de golfe, pelo outlet de golfe e pelos altos escorregas do parque aquático, de onde se lança a população em chamas.
Saio de Quarteira a pé, pelo Passeio das Dunas, e em 15 minutos chego à loja do Cristiano Ronaldo na Marina de Vilamoura.
Pão Rico: Vale de Lobo e Vilamoura. Quarteira é o recheio de uma sanduíche, a sanduíche dos €10 milhões.
Por aqui já aconteceu há muito a invasão da marabunta.
 
Vera Mantero
 
Após uma primeira edição dos “encontros do DeVIR”, realizada em 2012 pela DeVIR/CaPA, para a qual Vera Mantero criou “Os Serrenhos do Caldeirão, exercícos em antropologia ficcional”, que reflectia sobre a desertificação nesta zona montanhosa, foi novamente convidada para a terceira edição destes Encontros, que continuam a debruçar-se sobre temáticas e problemáticas do Algarve, desta vez sobre a descaracterização do litoral algarvio.

Ficha Artística

Concepção e interpretação
Vera Mantero
 
Fotografias e Vídeo
Hugo Coelho e Vera Mantero
 
Desenho de luz e operação
Hugo Coelho – Aldeia da Luz
 
Assistência
Tiago Barbosa

Excertos de textos de
Ramalho Ortigão, Raúl Brandão e Sophie de Mello Breyner Andresen
 
Residência Artística
DeVIR/CaPA

Co-produção
DeVIR/CaPA e Fundação Caixa Geral de Depósitos – Culturgest

Produção
O Rumo do Fumo

Agradecimentos
Alexandra Gonçalves, Antonieta Rita, Daniel Neagoe, Flávio Rita, Gabriel Almeida, Hélder Rita, João dos Santos, Luís Romão, Margarida Santos, Nuno Graça, Rui Alves e Tiago Barbosa
 
Este projecto é uma encomenda dos Encontros do DeVIR da DeVIR/CAPa.

Cronologia

26 - 27 de Maio 2017, Culturgest, Lisboa/Portugal
Estreia – 29 Abril 2017, Cine-teatro Louletano, Loulé/Portugal
13 - 31
Fevereiro - Março
2017

Pão Rico de Vera Mantero

Residência Artística - O Rumo do Fumo, Espaço da Penha, Lisboa e DeVIR/CAPa, Faro/Portugal

no âmbito do 3º Festival encontros do DeVIR - cidades utópicas, uma iniciativa DeVIR / CAPa

29
Abril
2017

Pão Rico de Vera Mantero

Estreia - Cine-Teatro Louletano, Loulé, Portugal

nova criação no âmbito do 3º Festival encontros do DeVIR - 39 olhares, 39 criações, cidades utópicas / cidades possíveis, uma co-produção DeVIR/CaPA e Fundação Caixa Geral de Depósitos – Culturgest

26 - 27
Maio
2017

Pão Rico de Vera Mantero

Grande Auditório, Culturgest, Lisboa, Portugal

uma produção O Rumo do Fumo, co-produção DeVIR/CaPA e Fundação Caixa Geral de Depósitos – Culturgest