© Humberto Araújo

Em Circulação > Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional de Vera Mantero, 2012

Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional

de Vera Mantero, 2012

este trabalho foi elaborado no âmbito do Festival Encontros do Devir, da DeVIR, em torno da desertificação/desumanização da Serra do Caldeirão, no Algarve. uma das condições propostas por esta encomenda era utilizar imagens vídeo, feitas por mim, que teria que ir filmar à Serra. filmei sim. e usei sim. mas também recorri muito às recolhas em filme do Michel Giacometti, sobretudo aquelas que ele fez em torno das canções de trabalho. 

toda a peça é povoada de vozes que vêm de longe. 
os tradicionais “ferrinhos” são usados para reproduzir o som do silêncio, o som da serra. eu reproduzo algumas das canções trazidas até nós pelo Giacometti, cantando “para” os actuais trabalhadores rurais, retomando tradições perdidas, tentando reactivá-las. e não é só de música que se trata, é também da palavra e da terra; a palavra de um Antonin Artaud em combustão, de um Prévert martelado em jeito de poesia sonora (as suas palavras sobre ruínas combinando magicamente com as imagens das ruínas que encontrei na Serra). o todo acaba por ser um forte olhar sobre a preciosa recolha do Giacometti. e é também um olhar sobre práticas de vida tradicionais e rurais em geral, conhecimentos das culturas orais de norte a sul do país, e não só: também as de outros continentes, que nesta peça são trazidos com Eduardo Viveiros de Castro e a referência aos índios da América do Sul (que miraculosamente todos os espectadores acreditam ser os Serrenhos do Caldeirão...!). com este “retrato alargado” dos Serrenhos do Caldeirão eu falo nesta peça de povos que possuem uma sabedoria que perdemos. uma sabedoria na ligação entre corpo e espírito, entre quotidiano e arte. mas uma sabedoria que podemos (e devemos, para nosso bem) reactivar. toda a minha dança final, com o meu precioso tronco (de cortiça), remete para isso.

[adenda do vídeo 2 da visita à serra:
“mas Miguel [Vieira, da Associação Florestal da Serra do Caldeirão], diz-me lá, para além das barragens para reter a água, o que é que era importante fazer aqui?”
“olha, parece-me importante... (fica a pensar)... ppvvvv (som com os lábios)... que o Estado diga aos proprietários dos terrenos o seguinte: “Meus amigos, ou o vosso terreno começa a produzir alguma coisa ou nós tomamos posse dele”.
(olha para mim em silêncio com ar de quem pergunta se estou a perceber).
“Tás a ver a ideia?”.
“Tou”].

Ficha Artística

Concepção e interpretação
Vera Mantero
 
Desenho de luz
Hugo Coelho
 
Captura de imagens e elaboração de guião para o vídeo
Vera Mantero
 
Montagem vídeo
Hugo Coelho
 
Excertos vídeo da Filmografia Completa de Michel Giacometti
Salir (Serra do Caldeirão), Cava da Manta (Coimbra), Dornelas (Coimbra), Teixoso (Covilhã), Manhouce (Viseu), Córdova de S. Pedro Paus (Viseu) e Portimão (Algarve)
 
Excertos de textos de
Antonin Artaud, Eduardo Viveiros de Castro, Jacques Prévert e Vera Mantero
 
Residências Artísticas 
Centro de Experimentação Artística - Lugar Comum/Fábrica da Pólvora de Barcarena/Câmara Municipal de Oeiras e DeVIR/CaPA
 
Co-produção
DeVIR/CaPA
 
Produção
O Rumo do Fumo
 
Agradecimento
Editora Tradisom
 
Duração aproximada
70 minutos
 
Este projecto foi uma encomenda dos Encontros do DeVIR da DeVIR/CAPa (Faro).

Cronologia

2 Julho 2017, Festival Conexão, São Luís do Maranhão/Brasil
28 Junho 2017, Festival Junta #3, Teresina/Brasil
16 - 18 Maio 2017, Rencontres chorégraphiques internationales de Seine-Saint-Denis, Grand studio, Centre National de la Danse, Pantin/França
26 Janeiro 2017, 20ª edição do Festival Vivat la danse!/Le Vivat, Salle COOP - Lycée Gustave Eiffel, Armentières/França
3 Dezembro 2016, Teatro Maria Matos, Festival Temps d'Images, Lisboa/Portugal
4 Novembro 2016, Centro Cultural de Lagos, Festival Verão Azul, Lagos/Portugal
22 Outubro 2016, Teatro Viriato, Viseu/Portugal
13 Agosto 2016, Festival Bons Sons, Cem Soldos/Portugal
26 Maio 2016, Teatro Académico Gil Vicente, Coimbra/Portugal
1 Maio 2016, Auditório de Serralves, Festival DDD Dias da Dança, Porto/Portugal
27 Fevereiro 2016, Cineteatro Louletano, Loulé/Portugal
29 Outubro 2015, Bienal de Dança do Ceará, Fortaleza/Brasil
24 Outubro 2015, Centro Cultural de Vila Franca das Naves, Luzlinar, Trancoso/Portugal
03 Outubro 2015, CAESV, Sever do Vouga/Portugal
12 Setembro 2015, Festival Materiais Diversos, Minde/Portugal
28 - 30 Agosto 2015, FILO – Festival Internacional de Londrina/Brasil
8 Maio 2015, Cine Teatro de Torres Vedras, Torres Vedras/Portugal
7 - 8 Março 2015, Funart, Brasília/Brasil
6 Março 2015, Manga de Vento, Goiânea/Brasil
4 Março 2015, Manga de Vento, Goiás/ Brasil
1 Março 2015, Manga de Vento, Pirenópolis/Brasil
22 Novembro 2014, Festival Contradança/A Moagem, Fundão/Portugal 
11 Novembro 2014, Festival Atos de Fala, Rio de Janeiro/Brasil
6 - 7 Dezembro 2013, CCB, Lisboa/Portugal
19 Outubro 2013, FIDC/CDCE, Évora/Portugal
Estreia - 28 Setembro 2012, Encontros do DeVIR, DeVIR/CaPA, Faro/Portugal 
26
Janeiro
2017

Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional de Vera Mantero

Salle COOP - Lycée Gustave Eiffel, Armentières, França

uma iniciativa Le Vivat, no âmbito da 20ª edição do festival Vivat la danse!

16 - 18
Maio
2017

Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional de Vera Mantero

Grand studio, Centre National de la Danse, Pantin, França

no âmbito de Rencontres chorégraphiques internationales de Seine-Saint-Denis 

uma iniciativa Rencontres chorégraphiques internationales de Seine-Saint-Denis e Centre National de la Danse

28
Junho
2017

Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional de Vera Mantero

Theatro 4 de Setembro, Teresina, Brasil

no âmbito do festival Junta #3

02
Julho
2017

Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional de Vera Mantero

Teatro Alcione Nazaré, São Luís, Brasil

no âmbito do festival Conexão Dança

29
Outubro
2017

Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional de Vera Mantero

La Fundicion - Bilbao, Espanha

no âmbito do B.A.D Bilbao Antzerki Dantza 2017