© José Fabião

Arquivo > Para enfastiadas e profundas tristezas de Vera Mantero, 1994

Para enfastiadas e profundas tristezas

de Vera Mantero, 1994

Como já em peças anteriores, propus-me neste trabalho, e usando palavras de Jean Dubuffet, um 'face a face com os nossos mais profundos mecanismos, que nos
aparece como uma revelação apaixonante e que deita uma luz sobre o nosso próprio ser e sobre o mundo, que nos leva a ver as coisas que nos rodeiam com outros olhos que não são os habituais'.
Na peça 'Sob' questionei-me muito sobre a possibilidade de existência da dança, sem ter chegado a nenhuma resposta afirmativa aparente. Alem de ter equacionado á volta da ideia de monstro uma serie de problemáticas que me interessavam: a necessidade de olharmos em nós para aquilo que normalmente não gostamos de ver/dizer, o que há de obscuro em nós, de feio mesmo. E outras questões, como a imensidade, a impossibilidade, o desvio.
Neste novo trabalho quis investigar, ou provavelmente confirmar, a necessidade vital para os seres humanos, para a sua sobrevivência psíquica, de uma desordem que se alterne à ordem, de sujidade no meio daquilo que aparentemente parece limpo. 0 medo de nos sujarmos/desordenarmos impede-nos o acesso à intensidade. Há mais questões. Há sempre mais questões, é impossível nomeá-las todas neste espaço. 0u em qualquer espaço. Entusiasmo-me e resigno-me a procurar através delas um fio que explique a nossa incapacidade de saber. Incapacidade de sabermos mover-nos, existir, agir nesta condição de seres humanos.

Vera Mantero

Ficha Artística

Coreografia
Vera Mantero

Interpretação
Vera Mantero, Paula Castro (Lília Mestre, na ficha artística original) e Sílvia Real

Textos
Italo Calvino

Banda sonora original
Sérgio Pelágio

Cenário e figurinos
Teresa Montalvão

Desenho de luz
João Paulo Xavier

Co-produção
Lisboa 94, Forum Dança, Amascultura/RE.AL

Patrocínio
Secretaria de Estado da Cultura

Duração
30 minutos

Cronologia

6 - 7 Outubro 2001, Évora, Portugal
12 Junho 1999, Auditório Pedro Ruivo, Faro, Portugal
17 Março 1999, Mês de Março, Mês de Vera, Culturgest, Lisboa, Portugal
18 - 20 Abril 1997, Podewil, Berlim, Alemanha
10 Abril 1997, Tollhaus, Karlsruhe, Alemanha
30 Janeiro - 1 Fevereiro 1997, Kampnagel, Hamburgo, Alemanha
24 - 25 Janeiro 1997, Kunstlerhaus Mousonturm, Frankfurt, Alemanha
6 - 8 Dezembro 1996, Mês de la Danza, La Imperdible, Sevilha, Espanha
25 - 26 Outubro 1996, Teatro Municipal, Kortrijk, Bélgica
9 - 10 Julho 1996, American Dance Festival, Durham, Estados Unidos da América
14 Junho 1996, Rencontres Chorégraphiques de Bagnolet, Paris, França
1 - 2 Junho 1996, Festival Internacional de Teatro Filo, Londrina, Brasil
Abril 1996, The Kitchen, Nova lorque, Estados Unidos da América
Abril 1996, The Dance Place, Washington, Estados Unidos da América
1996, La Halle aux Grains, Blois, França
1996, 2ª Mostra de Dança Contemporânea, LouIé, Portugal
1996, Centro Cultural de Belém, Plataforrna Bagnolet, Lisboa, Portugal
1995, Festival Repérages, Lille, França
1995, Teatro Pradillo, Madrid, Espanha
1995, Festival Êxodos, Ljubljana, Eslovénia
1995, Balleteatro Auditório, Porto, Portugal
1995, Festival X, Almada, Portugal
1995, Teatro Circo, Braga, Portugal
1995, Festas de Loures,  Portugal
1995, Festival Bellone-Brigittines, Bruxelas, Bélgica
1995, Salle Patiño, Genéve, Suíça
1995, Die Theater, Viena,  Áustria
1995, Festival Klapstuk, Leuven, Bélgica
1994, Lisboa 94 - Capital Europeia da Cultura, Teatro S. Luis, Portugal
1994, Teatro Maria Matos, apresentação do projecto “Skite', Lisboa, Portugal
1994, Théâtre la Bastille, Paris, França