© Cláudia Mateus

Espaço da Penha > Programa de Residências - O Rumo do Fumo

Programa de Residências - O Rumo do Fumo

Programa de apoio à criação artística contemporânea, estimulando a pesquisa e investigação, através do acolhimento de duas residências para ARTISTAS EMERGENTES, proporcionando aos projectos seleccionados condições para o seu desenvolvimento durante um mês. O Rumo do Fumo oferece: apoio financeiro, estúdio de ensaios, consultadoria artística e organização de uma apresentação pública informal no Espaço da Penha.

PROJECTOS SELECCIONADOS - 2020

- Ruído Rosa de Alina Folini: 7 Setembro a 3 Outubro 2020. Apresentação informal a 3 Outubro às 17h, Espaço da Penha 

- La Burla de Bruno Brandolino e Bibi Dória: 26 Outubro a 21 Novembro 2020. Apresentação informal a 20 Novembro às 18h, Espaço da Penha (reserva obrigatória em https://forms.gle/iszfbQuzwv2tKFiX7)

 

Ruído Rosa de Alina Ruiz Folini

Esta voz é um corpo a vibrar dentro de outro corpo. Estes olhos, não sei como dizê-los, precisam estar onde estão. Esta língua ecoa a escorrer pela saliva quente. Esta boca despossuída fala para dentro. Diz-se frequentemente que a vulva é uma boca. Bocas, orifícios, línguas e mãos são aliadas do prazer queer. São muitas. A que vê, a que soa, a que diz. Uma palavra e o rugido que a deforma. Um som e a saliva que o envolve. A garra está fixa sobre joelho e tudo parece AAAAAAuuuu e tudo parece BúOBúOBúO como se gRRRRRRRRRRR. A voz é lançada em direção àquele outro espaço atrás, no cérebro antigo, lá nos occipitais. E aí tudo faz HUUUUUUUMMMM.

 

“Suena una palabra o un sonido. Escucha. Sorpresa"
Pauline Oliveros. La nueva meditación sónica (1989)

 

RUÍDO ROSA é uma peça coreográfica criada pela coreógrafa e dançarina argentina Alina Ruiz Folini. Baseia-se numa prática de escuta profunda, com o desejo de desierarquizar a relação entre "o que se vê, o que se ouve e o que se diz", abrindo assim uma experiência corporal de tensão entre pólos não opostos, onde os caminhos não são binários. Investiga a partir da prática de escutar, ressoar e dissociar: desenvolve uma interferência sensorial de corpos audíveis e sons visíveis.

Eco, ressonância, camuflagem, dissociação, circunferências, tubos, vibrações, contornos, difusão de contornos, polibocas, humidades, na construção de um discurso feito de relações elásticas que circulam entre som e silêncio.

A peça posiciona-se na questão da escuta, não só acústica, mas também das sensibilidades lésbicas e queer, como uma preocupação com outras formas de investigação e criação de linguagem que questionam as metodologias de criação normativa.

RUÍDO ROSA foi o trabalho final da artista no contexto do PACAP 4 - Programa de Criação Avançada em Artes Performativas, apresentado em processo no Forum Dança - Lisboa, em Junho de 2020.

 

Coreografia e Performance: Alina Ruiz Folini
Colaboração artística: Carolina Campos e Leticia Skrycky
Apoio: Programa de Residências - O Rumo do Fumo

 

LA BURLA de Bruno Brandolino e Bibi Dória 

LA BURLA é uma peça que desdobra um universo grotesco, convocando corpos e sujeitos que nos concedem acesso a sua visão de mundo. O grotesco é instaurado enquanto relação direta com a materialidade do corpo, com os prazeres e a festividade; a risada e o escárnio reivindicam uma potência ambivalente ao degradar o que é elevado e espiritual para devolvê-lo ao seu nível material, terreno e corpóreo; configurando uma nova ordem em que qualquer hierarquia carece de sentido.
La Burla apresenta uma dinâmica cíclica e espiralada que reproduz um dos traços característicos do grotesco: a metamorfosis. O caráter cíclico possibilita revisitar os corpos e as imagens, inscrevê-las no espaço e tomar-se o tempo para re-escrevê-las em um inacabado e expansivo processo de transformação. Uma transfiguração permanente de nascimentos e mortes, aparições e dissoluções, uma infinita escritura de projeções pessoais, coletivas e históricas.

 

Direcção e Performance: Bruno Brandolino

Co-criação e Performance: Bibi Dória

Desenho de Iluminação: Leticia Skrycky

Produção Executiva: Gabriela Orestes

Apoios: O Espaço do Tempo (PT), Projecto 23 Milhas (PT), La Caldera (ES), Programa de Residências - O Rumo do Fumo (PT), Estúdios Victor Córdon (PT) e Forum Dança (PT)

 

O Programa de Residências - O Rumo do Fumo tem o apoio da Câmara Municipal de Lisboa / Divisão de Acção Cultural / Direcção Municipal de Cultura

Ficha Artística

2019

TOUCH de Emilie Gregersen

Self with mistake de Henrique Furtado Vieira

 

2018

Molto bene, molto male - le canzoni del Paradiso de Polina Akhmetzyanova - Ficha do projecto

FrontMan de Juliana Oliveira - Ficha do projecto

Cronologia

2019

Self with mistake de Henrique Furtado Vieira: residência artística 5 - 31 Agosto 2019, apresentação pública informal 29 Agosto 2019

TOUCH de Emilie Gregersen: residência artística 30 Setembro - 26 Outubro 2019, apresentação pública informal 25 Outubro 2019 

 

2018

Molto bene, molto male - le canzoni del Paradiso de Polina Akhmetzyanova: residência artística 12 Novembro - 8 Dezembro 2018, apresentação pública informal 7 Dezembro 2018

FrontMan de Juliana Oliveira: residência artística 8 Outubro - 3 Novembro 2018, workshop 11 Outubro 2018, apresentação pública informal 2 Novembro 2018