Artistas > Outros Artistas > Pablo Fidalgo

Pablo Fidalgo

Pablo Fidalgo Lareo (Vigo, 1984) escreveu o livro de poesia “Educação Física” (Pré-textos, 2010), seleccionado pelo El Cultural como um dos cinco melhores livros de poesia publicados em 2010 em Espanha.
Em 2012, ganhou o Injuve Poetry Award com o livro “The Retreat”. Publicou o livro “The Time of the Absurd Tragedies” (Fundación Cuña-Casasbellas, 2012). Em 2013, publicou “Meus pais: Romeu e Julieta” (prétextos), lançado em português em 2014 pela Averno. Os seus textos foram seleccionados para diversas antologias e traduzidos para português, francês, polaco, inglês e persa.
Criou a performance Espanha 1939 (2013), difundida em diferentes festivais em Espanha, Portugal e Argentina. Fez parte do projecto Sete anos, sete peças, uma colaboração dirigida por Claudia Dias. A sua peça para adolescentes "Há apenas uma vida e dentro dela eu quero ter tempo para me construir e me destruir", encenada por Ana Borralho & João Galante fez parte do Ciclo Panos na Culturgest (Lisboa).
Foi artista residente em diferentes centros de criação como Centro CIA (Buenos Aires), Centro Cultural Vila Flor (Guimarães), SOMA (Cidade do México), Centro Dramático Galego (Santiago de Compostela), Salão de Dança da UAH-La Casa Encendida (Madrid), Cal Estruch (Sabadell), Bilbaoeszena-Bad Festival, Centro Párraga (Murcia), Azala (Álava) Lanimal a la esquena (Girona). O seu trabalho foi apresentado em Espanha, Portugal, Itália, França, Alemanha, Polónia, Uruguai, Brasil, Argentina, Chile e México.
Entre 2004 e 2013, Pablo Fidalgo foi membro da companhia de teatro La Tristura, que realizou quatro peças: a velocidade do pai, a velocidade da mãe; Anos noventa. Nós nascemos para ser estrelas (Injuve Award for Scenic Proposals 2008, um prémio para a criação jovem de artes cénicas), Actos de juventud (Contemporary Scene 2010); Materia Prima (La Casa Encendida, 2011).