Em Circulação > como rebolar alegremente sobre um vazio Exterior de André Guedes e Miguel Loureiro, 2010

como rebolar alegremente sobre um vazio Exterior

de André Guedes e Miguel Loureiro, 2010

Quanto mais denso e opressivo é o presente, tanto maior é a pressa de sairmos dele.
Louise Michel, revolucionária da Comuna de Paris de 1871

21 de Março de 2001
Vera Mantero e o Ballet Gulbenkian apresentam 'como rebolar alegremente sobre um vazio interior' no Grande Auditório da Fundação, em Lisboa.

5 de Julho de 2005
Por decisão da Administração da Fundação, o Ballet Gulbenkian é subitamente extinto. Em Outubro do mesmo ano o artista plástico André Guedes recebe duas caixas de cartão contendo os figurinos por ele concebidos para a coreografia de Vera Mantero.

Janeiro de 2008
André Guedes e o encenador/actor Miguel Loureiro decidem colaborar num projecto que envolve a recuperação dos figurinos devolvidos e do título original da obra, alterando no entanto a última palavra: o vazio ‘interior’ passa a ‘Exterior.’

4 de Fevereiro de 2010
No estúdio de O Rumo do Fumo, em Lisboa, abrem-se as duas caixas que guardavam os figurinos. Dá-se início às sessões de trabalho de 'como rebolar alegremente sobre um vazio Exterior'.

Maio de 2010
'como rebolar alegremente sobre um vazio Exterior' é estreado no Porto e em Lisboa, nos teatros Carlos Alberto e A Comuna respectivamente, no âmbito do alkantara festival.

Ficha Artística

Direcção artística, encenação e espaço
André Guedes e Miguel Loureiro

Tradução de material textual (do francês) por
André Maranha

Intérpretes
Francisco Goulão, Luz da Camara, Margarida Mestre

Figurinos
André Guedes (concebidos para 'como rebolar alegremente sobre um vazio interior' de Vera Mantero, 2001)

Desenho de Luz
Daniel Worm d’Assumpção

Música e Sonoplastia
Diogo Alvim

Assistência de Encenação
Vera Kalantrupmann

Assistência de Ensaios
Regina Gaspar

Maquilhagem
Marla Santos (Porto), Alda Salavisa (Lisboa)

Cabelos
Marla Santos (Porto), Gonçalo Ferreira de Almeida (Lisboa)

Produção executiva
O Rumo do Fumo

Co-produção
Festival Alkantara, DEVIR/CAPa

Apoio
Forum Dança, Teatro Nacional de São Carlos, Depósito geral do material do exército - Exército Português e Direcção de História e Cultura Militar - Exército Português

Agradecimentos
André Maranha, Francisco Tropa, Fundação Calouste Gulbenkian, Mala Voadora, Manuel Ribeiro de Faria, Nuno Faria, Teatro da Cornucópia, Vera Mantero, equipa de palco, adereços e guarda-roupa do Teatro Nacional de São João, equipa técnica do Teatro A Comuna
 

Projecto financiado por DGArtes/Ministério da Cultura

alkantara festival é uma iniciativa de alkantara associação cultural, uma estrutura financiada pela DGArtes/Ministério da Cultura e apoiada pela CML

Cronologia

Estreia 2 - 4 Junho 2010, no Teatro da Politécnica - Festival Alkantara, Lisboa/Portugal
Estreia 22 - 24 Maio 2010, no TECA/Teatro de São João, integrado no Festival Alkantara, Lisboa/Portugal